Bazar das Poderosas ajuda mulheres trans a recuperarem a autoestima

CAPA 2001
#PontoCego: 2001: Uma odisseia no espaço
19 de junho de 2017
tendencia-para-o-inverno-2017
Seis tendência que vão bombar nesse inverno
19 de junho de 2017
Exibir tudo
00826f0f4f6a9d5a00ac908810f6ef2b
Foto: Reprodução

Em um mundo em que são excluídas da sociedade, o Bazar mostra que existem anônimos dispostos a ajudar mulheres trans

Uma loja com araras improvisadas, mas com muita vontade de fazer o bem para as pessoas, essa é a ideia do “Bazar das Poderosas”, uma loja que embora abra apenas uma vez por ano, faz sucesso pelo mundo trans. Idealizada pela jornalista Cinthia Gomes, quando notou as dificuldades enfrentadas por essas pessoas devido à situação de exclusão pelo preconceito vindo por parte da sociedade. Pensando nisso, Cinthia pediu para amigos doações de roupas, acessórios, maquiagens e calçados no lugar de presentes para ela.

Em Julho de 2016, o Bazar das Poderosas surgiu em São Paulo, no Centro de Referência da Diversidade (CRD), um órgão que presta auxílio à comunidade LGBT. O Bazar fez sucesso, e Cinthia pôde conhecer melhor o perfil da comunidade trans, que vivem em situação de rua, vulnerabilidade social, se prostituem ou se prostituíram em algum momento da vida.

cinthia_gomes_Fernando_Cavalcante

Cinthia Gomes viu no Brechó das Poderosas uma forma de ajudar as mulheres trans que sofrem preconceito por parte da sociedade. Imagem: El Pais/Fernando Cavalcante.

De acordo com a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), 90% das mulheres trans e travestis no Brasil se prostituem. Isso mostra que muitas enfrentam dificuldades de se encaixarem no mercado de trabalho, buscando uma alternativa na prostituição. Foi pensando nisso que para o evento desse ano, o CRD indicará trans para trabalharem na loja, que receberão treinamento além de um debate sobre inserir essa população no mercado de trabalho.

BAZAR DAS PODEROSAS

QUANDO: 29 de Julho

ONDE: Centro de Referência da Diversidade. Rua Major Sertório, 292, República

COMO AJUDAR: Doações de roupas, calçados e acessórios

Paula Pimentel
Paula Pimentel
20 anos, São Paulo, SP. Apaixonada pelo jornalismo com uma vontade imensa de sair por aí e registrar tudo que vê. Corinthiana, não vivo sem futebol, sonho em rodar o mundo e conhecer todos os estádios e torcidas e entender o que move tanta gente por uma única paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *