São 27 as universidades portuguesas conveniadas ao Enem

IMG_20171020_110221
Campanhas contra o assédio ganham força na Internet
20 de outubro de 2017
d
5 Filmes de Moda no Netflix
20 de outubro de 2017
Exibir tudo
Royal_Palace_Universidade_de_Coimbra_10249002256

 Foto: Agência Brasil

As possibilidades continuam a aumentar para os estudantes brasileiros

O número de universidades portuguesas que aceitam o Enem como forma de ingresso a seus cursos continua a crescer. A mais nova instituição a se conveniar com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) foi o Instituto Politécnico da Maia (Ipmai), o que aumenta para 27 o número de universidades europeias utilizando o Exame Nacional do Ensino Médio para avaliar alunos brasileiros.

 Para o estudante brasileiro, o sistema de ingresso não é muito diferente, é necessário enviar a candidatura e aguardar que a instituição portuguesa calcule uma nota de corte para cada curso. A grande diferença é que há uma equivalência de números nas notas, o que pode confundir os participantes.

 O programa de convênio começou em 2014 em parceria com a renomada Universidade de Coimbra. Logo outras universidades seguiram seu exemplo. “A decisão de usar as notas do Enem aconteceu em razão da qualidade do exame, que já está bem estabelecido no Brasil”, afirma Joaquim Ramos de Carvalho, vice-reitor da Universidade de Coimbra, em relato divulgado por sua assessoria de imprensa.

 As universidades europeias, mesmo que públicas, cobram uma anuidade por estudante que varia entre o cidadão português e o estrangeiro. Um brasileiro pagará entre € 2.000 (R$ 6.592,80) e € 3.500 (R$ 11.537,40), podendo parcelar esse valor em até oito vezes. Sendo que no ato da matrícula o aluno deve pagar €500 relativos às prestações da taxa de anuidade e mais € 50 da taxa de inscrição acadêmica. O valor é relativamente baixo comparado há universidades brasileiras.

 A revalidação dos diplomas obtidos em Portugal e o exercício profissional desses estudantes ficam sujeitos à legislação e burocracia brasileira.

Confira as 27 universidades conveniadas: 

Universidade de Coimbra

Universidade de Algarve

Instituto Politécnico de Leiria

Instituto Politécnico de Beja

Instituto Politécnico do Porto

Instituto Politécnico de Portalegre

Instituto Politécnico do Cávado e do Ave

Instituto Politécnico de Coimbra

Universidade de Aveiro

Instituto Politécnico de Guarda

Universidade de Lisboa

Universidade do Porto

Universidade da Madeira

Instituto Politécnico de Viseu

Instituto Politécnico de Santarém

Universidade dos Açores

Universidade da Beira Interior

Universidade do Minho

Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário

Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Instituto Politécnico de Setúbal

Instituto Politécnico de Bragança

Instituto Politécnico de Castelo Branco

Universidade Lusófona do Porto

Universidade Portucalense

Instituto Universitário da Maia (Ismai)

Instituto Politécnico da Maia (Ipmai)

Clara Valdiviezo
Clara Valdiviezo
19 anos. São Paulo, SP. Estudante de jornalismo, apaixonada por culturas e pelo mundo. Alma de viajante, coração de escritora, olhos de fotógrafa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *